Idéias Promissoras de Negócios 2017

O ano já está na metade, mas nunca é tarde e ainda dá tempo de empreender e investir em alguma dessas idéias para 2017!

Manufatura

Algumas máquinas estão ajudando muita gente que perdeu o emprego(ou quer ter uma renda extra) a montar um negócio dentro de casa e enfrentar a crise!

É uma máquina que fabrica bótons, e está rendendo, mesmo na nossa complicada situação econômica!

Ela foi desenvolvida pelo engenheiro e empresário Chigueto Yshe, há 22 anos. Ele já vendeu mais de 2 mil unidades no Brasil e América Latina. Hoje ela custa entre mil e cem e mil e oitocentos reais dependendo do tamanho da matriz.

Ela é pequena e cabe num espaço pequeno em casa. Os materiais necessários para fazer o bótton são só quatro: a tampa, a arte, a película e a base. Em dez segundos o produto está pronto. Um botton de cinco centímetros e meio é feito a dezenove centavos e vendido a 70.

A arte é produzida em um computador e pode ser impressa em folha sulfite.

Alimentação

O setor de alimentação sempre está em alta e isso não será diferente para 2017.

Um grande exemplo é a loja de tortas de Cauê Rosa, a … que acabou de virar franquia e tem previsão de abrir pelo menos mais dez unidades este ano.

O negócio começou na garagem da mãe da Cauê e hoje produz e vende por volta de 400 tortas e bolos por dia, apostado na entrega delivery.

Adaptando o tamanho das tortas, ele conseguiu diminuir o preço, atingindo um maior número de pessoas, como por exemplo, casais e famílias pequenas que passam o dia todo fora e a noite optam por um jantar rápido, leve e saudável.

Veja esta reportagem:

Outros Setores

Outras sugestões de segmentos para se investir neste ano são:

  • Beleza
  • Alimentação Saudável
  • Educação com Tecnologia/Cursos Online
  • E-commerce
  • Franquias

Procure se informar bem(inclusive neste site) sobre a área que mais lhe interessa e acompanhar as tendências para transformar a vontade em oportunidade.

Mesmo num período de crise como o que vivemos atualmente, sempre surgem novas janelas que se abrem para uma nova paisagem cheia de possibilidades, é só saber enxergar.

Quantos negócios de sucesso não floresceram ou são resultado direto de períodos difíceis na economia em várias épocas e lugares? Leia, aprenda sobre esses casos e compreenda o que os tornou realidade. Seja curioso, não se acanhe e se comprometa com suas metas e objetivos sem pressão exagerada, mas com empenho e honestidade que os resultados virão.

Quem sabe você não será um dos próximos exemplos de empreitadas bem sucedidas frutos de uma crise?

Trabalhar em Casa

Você já deve ter tudo essa vontade ou ouvido falar, já que o assunto anda cada vez mais em voga: trabalhar em casa.

Hoje em dia você pode ser seu próprio patrão mesmo trabalhando no conforto do lar(ou de qualquer outro lugar que quiser, desde que haja rede), junto da família, com horários maleáveis e sem ter que lidar com muitos funcionários(talvez nenhum!), tudo por conta das novas oportunidades que a internet proporciona.

Seja sua criação original ou como franqueado, você pode divulgar e vender produtos(físicos ou não) através de lojas virtuais, por exemplo, muitas vezes sem mesmo ter que se preocupar com estoque(no caso de franquias virtuais).

As vantagens desse tipo de negócio são inúmeras, principalmente se levarmos em conta o investimento inicial, que geralmente é bem menor do que o necessário em empresas físicas.

Você economiza pois não precisará de ponto, bancar estrutura e funcionários e outras contas a mais. O lugar e a estrutura você já tem disponíveis em  sua casa e, normalmente o equipamento extra(se é que algum será necessário) será mínimo.

Aqui abordaremos especificamente as chamadas franquias virtuais (ou “home based”) que são normalmente franquias baratas, são justamente as que você pode tocar de casa, com a segurança que todo franqueado possui, como orientação do franqueador, material de divulgação, além de nome já estabelecido da marca.

Alguns segmentos desse modelo de negócio são o de viagens, vestuário, entre outros, alguns com lojas virtuais fornecidas pelo franqueador, onde o franqueado apenas se preocupa em divulgar e fazer a venda, pois o estoque e envio também são responsabilidade do franqueador.

A outra ótima noticia é que algumas chegam a custar apenas 3 mil reais de investimento inicial e outras menos de mil(sendo marcas conhecidas e bem sucedidas no mercado)!

Como exemplo podemos falar aqui da conhecida franquia camisetas da hora, de Marcelo Óstia, que tem vários planos para os empreendedores interessados em se tornarem franqueados, que vão de menos de cerca de 800 reais para os mais simples até reais para os mais avançados.

Outro exemplo é a franquia também de loja virtual, a Lakma, com produtos cosméticos.

Já num outro setor, temos a franquia de turismo Encontre sua Viagem, com investimento por volta de 3 mil reais.

Assim como qualquer franquia, você deve pegar uma porcentagem ao franqueador, na forma de taxas e royalties; porém tudo isso vale a pena quando as possibilidades e ganhos começam a aparecer e sua qualidade de vida aumenta.

Outra razão pela qual este modelo de negócio tem atraído muitas pessoas, é que o trabalho pode ser exercido paralelamente a outras atividades remuneradas, multiplicando assim a possibilidade de renda.

Veja no vídeo:

Há ainda o aumento constante da demanda no comércio online no Brasil. Afinal, é cada vez mais difícil encontrar quem ainda não tenha comprado algum produto pela internet.

Se você tem o sonho de, além de ter seu próprio negócio, também poder trabalhar a partir de casa, essa é a opção ideal.

Dica: Para não ter todo o trabalho de abrir uma empresa no começo, enquanto trabalha sozinho você pode trabalhar com o registro MEI(Micro Empreendedor Individual), que aceita até o limite de ganhos de R$60.000,00 por ano.

Abrir um Negócio

Bem-vindo ao Q NEGÓCIO!

Neste primeiro post, tentaremos responder as dúvidas que muitos aspirantes a empreendedor têm sobre abrir um negócio!

Tudo começa com o sonho de ser seu próprio chefe, talvez ter horários mais flexíveis e uma atividade mais rentável…e sim, tudo isso é possível, porém cuidado! Ser dono do próprio negócio, um empresário, exige muita disciplina e muitas vezes se trabalha mais do que faria num emprego fixo, como funcionário de uma empresa.

Também se deve ter em mente de que existem muitos impostos e burocracia para a criação de uma empresa no Brasil… mas a boa notícia é que tudo isso pode sim valer muito a pena! O esforço pode ser muito bem recompensado se você se preparar e se empenhar.

Tudo começa com algumas perguntas:

  • Qual é a área em que você quer atuar? Pode ser algo(e é recomendável) com o qual você tenha afinidade, algum conhecimento ou experiência prévia, por exemplo.
  • Qual é o capital de que você dispõe para investir inicialmente? Encontre a alternativa que cabe no seu bolso! Existem desde opções de poucos milhares de reais(ou até menos) até as grandes marcas para quem tem “bala na agulha”.
  • Você quer criar um negócio totalmente novo ou prefere a segurança de uma franquia, trabalhando com alguma marca já consolidada?

Respondendo essas questões você já pode ter uma boa idéia de que caminho seguir.

O SEBRAE também é um ótimo lugar para se buscar orientação e planos de investimento para pequenas empresas, que, com certeza, podem ajudar muito o empreendedor nesse começo.

Consulte o site no link e tenha acesso a um mundo de informações(cartilhas, palestras, artigos e muito mais!) que lhe serão muito valiosas!

Descubra qual é o seu perfil de empreendedor:

Prefere trabalhar num horário fixo ou mais flexível? Em casa ou num escritório, etc?

A pesquisa e planejamento são essenciais para o sucesso de um negócio. A escolha do negócio deve levar em conta não só a vontade do empreendedor mas as necessidades e as expectativas do mercado. Muitas vezes o negócio dos seus sonhos não é o sonho do mercado. Muitas pessoas não pensam nisso e por esse motivo seus empreendimentos não dão certo.

Faça uma avaliação de mercado, saiba quem são seus concorrentes, gastos versus lucros, conheça as leis e assim por diante.

Em relação a empréstimos: o empreendedor deve tomar certos cuidados: Ele é bem vindo se houver certeza de capital(lucro) para pagá-lo. O dinheiro para cobrir a dívida não deve sair do bolso do empresário, mas do empreendimento. Este deve gerar receita(lucratividade) suficiente para quitá-lo.

Lembre-se também de que a renda obtida também deve ser utilizada para compra de novos (e melhores)equipamentos e levantar novas frentes de negócio.

Pesquise o público alvo segmentando-o, levando em consideração as variáveis geográficas, psicográficas, demográficas, e comportamentais.

Use o bom senso, informe-se, tente não colocar o “carro na frente dos bois”. Não faça dívidas desnecessárias, não se apresse. Tudo deve ser feito com paciência e cautela e terá muito mais chances de ser bem sucedido.